Aracaju, 10 de Dezembro de 2018
Estadão: Marcio Macedo entre os que fazem a cabeça de Haddad


Formada inicialmente por integrantes do PT, do PCdoB e PROS escolhidos pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Lava Jato, a equipe de Haddad tem agregado representantes de partidos recém aliados e parlamentares que encerraram suas próprias campanhas e agora estão livres para ajudar a candidatura do ex-prefeito. 

O principal deles é Jaques Wagner, eleito senador pela Bahia. Ele chegou a São Paulo nesta segunda-feira, 8, e imediatamente ganhou papel de destaque na campanha assumindo a função de atrair apoios que possam dar à candidatura de Haddad o caráter de uma ampla frente democrática e ofuscando outras lideranças que exerciam papel semelhante no primeiro turno. 

Além dele foram integrados os três vice-presidentes do PT, Alexandre Padilha, Marcio Macedo e Paulo Teixeira, e o ex-presidente do partido Rui Falcão, todos saídos de disputas para a Câmara. A própria presidente do PT, Gleisi Hoffmann, que passou as últimas semanas afastada fazendo sua campanha para deputada no Paraná, voltou para reassumir suas funções na eleição de Haddad.

Saiba mais
Manifeste
Comunicar erro
Utilize este espaço para comunicar erros encontrados
nas matérias publicadas pelo NE Notícias.


limite de caracteres:
Enviar




limite de caracteres:
Fale com o NE
Este é o seu contato direto com o NE. Preencha o
formulário e envie o seu recado.


digite o código abaixo e clique em enviar
    
NE no Facebook      NE no Facebook
NE no Twitter      NE no Twitter
Desenvolvimento: Goweb Tecnologia
Projeto Gráfico NE Notícias - Leia hoje as notícias de amanhã Todos os direitos reservados