Aracaju, 19 de Novembro de 2018
OUÇA: "Sofro ameaça de morte com frequência", afirma prefeita sergipana; PF recebeu dossiê


A prefeita de Riachão do Dantas, Gerana Costa, denuncia que sofre ameaças de morte com frequência.

“O que fazem comigo é um absurdo, fruto de uma política nojenta praticada por nossos adversários. Continuarei tomando todas as providências cabíveis, inclusive jurídicas. Para eles não há limites entre minha vida pessoal e a pública. E em relação à minha vida pública, estarei sempre à disposição da população e dos órgãos de controle. Administro com transparência, responsabilidade e resultados, tanto que ontem (12 de abril), inauguramos a reforma da 20ª escola municipal com recursos próprios”, relatou Gerana Costa.

No entanto, segundo a prefeita, essa oposição não se resume apenas aos discursos políticos, mas já alcança o campo das ações criminosas e ameaças. No último dia 21 de março, três elementos pararam um ônibus escolar, com aproximadamente quinze estudantes, obrigando o motorista seguir por outro caminho. Dentro do ônibus, os marginais disseram para todos que os alvos na verdade seriam a prefeita Gerana e o esposo Laelson Meneses. 

“Eles perguntavam a todo momento onde seria a nossa fazenda. Eu já vi de tudo nesse Riachão, inclusive fui muito ameaçada antes da política por pessoas que apostavam que eu não assumiria, que tomaria posse, que eu não termino o mandato”, relata a prefeita. Mas a situação de insegurança com o acirramento político em Riachão só aumenta. “Sofro ameaça de morte todos os dias. Ando com dois seguranças para onde vou", completa. Gerana disse que já oficializou o delegado e o comandante da Polícia Militar sobre essas ameaças, e continua aguardando a apuração do que ocorreu com os estudantes que residem próximo à sua fazenda.  

*DOSSIÊ* 
A prefeita preparou em abril do ano passado com mais de 1.000 páginas. Dias atrás, a Superintendência da Polícia Federal pediu informações adicionais e confirmou que irá apurar as diversas denúncias, que vão de falsificação de contracheques a desvios de recursos públicos.

“Encontramos uma prefeitura desmontada, mergulhada num verdadeiro caos e com uma dívida de R$ 51 milhões. Pagamos, até hoje, cerca de R$ 400 mil por mês relativos a esse débito. Conseguimos as certidões negativas, firmamos convênios com o Governo Federal e estamos aptos a receber novos recursos. Mas como temos uma oposição raivosa, dispomos apenas de 2,49% de remanejamento no orçamento, inviabilizando a retomada de obras paradas e o início de novas. Mas não vou desistir, porque estou no cargo de prefeita para fazer o bem, para trabalhar por quem mais precisa, queiram eles ou não”, avisa Gerana Costa.

Saiba mais
Manifeste
Comunicar erro
Utilize este espaço para comunicar erros encontrados
nas matérias publicadas pelo NE Notícias.


limite de caracteres:
Enviar




limite de caracteres:
Fale com o NE
Este é o seu contato direto com o NE. Preencha o
formulário e envie o seu recado.


digite o código abaixo e clique em enviar
    
NE no Facebook      NE no Facebook
NE no Twitter      NE no Twitter
Desenvolvimento: Goweb Tecnologia
Projeto Gráfico NE Notícias - Leia hoje as notícias de amanhã Todos os direitos reservados