Aracaju, 24 de Novembro de 2017
Temer decide não ¨punir¨ Eduardo Amorim


Tão logo o senador tucano Eduardo Amorim (SE) votou contra a proposta de reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), há duas semanas, emissários do presidente Michel Temer disseram que o parlamentar sofreria algum tipo de retaliação por trair o governo. Temer deixou o assunto para lá porque não precisa arranjar briga com o PSDB, uma vez que a mesma proposta passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Amorim disse que avisou seu partido que votaria contra a proposta. Um dos motivos foi o pedido de sua mulher, que é procuradora do Trabalho e não gostou do projeto do governo.

Saiba mais
Manifeste
Comunicar erro
Utilize este espaço para comunicar erros encontrados
nas matérias publicadas pelo NE Notícias.


limite de caracteres:
Enviar




limite de caracteres:
Fale com o NE
Este é o seu contato direto com o NE. Preencha o
formulário e envie o seu recado.


digite o código abaixo e clique em enviar
    
NE no Facebook      NE no Facebook
NE no Twitter      NE no Twitter
Desenvolvimento: Goweb Tecnologia
Projeto Gráfico NE Notícias - Leia hoje as notícias de amanhã Todos os direitos reservados